Os setes módulos do ministério jovem.

 

eu-creiologoOS SETE MÓDULOS DO MINISTÉRIO JOVEM EA
SOCIEDADE JA
A  sociedade  JA  é dirigida  especialmente  aos  jovens  nas  faixas  etárias  dos  16 aos  36 anos.  O
objetivo principal desse  ministério  é fortalecer a vida espiritual  e preparar os jovens para  o serviço.
1- ORGANIZAÇÃO
O Módulo  da Organização  apresenta  a história do  ministério jovem na Igreja  Adventista do Sétimo Dia.  A  forte ênfase  está  no ministério  jovem fundamentado  na igreja  local e  não em  eventos ou  na própria organização.  As  responsabilidades  dos  líderes estão  delineadas  neste módulo. O  conteúdo desse  módulo
ajudará  a  igreja   local  em   seu  ministério   a  favor  dos  jovens   e  ajudará o   Departamental  de  Jovens  da Associação/Missão   em seu programa de capacitação  para a liderança  da igreja.
2- LIDERANÇA
Este  módulo  incorpora  todos   os  aspectos  da  capacitação   de liderança  em  todas  as  áreas  do
Ministério  Jovem.  Os   Cursos  de  liderança  JA,  Liderança  de  Desbravadores  e  Dirigente  de  Aventureiros
servem  como   a  base  da   liderança  na  igreja   local.  O   módulo  também   contempla  reuniões  especiais,
realizadas pelos  pastores buscando  capacitar os jovens  a se envolverem nos  vários Ministérios  da Igreja.
3- CONSAGRAÇÃO
Essencialmente,   as atividades  e programas  de natureza  devocional, que  oferecem oportunidades
especiais  de afirmação  e celebração.  Aqui  estão as  semanas de oração,  semana dos jovens  amigos, finais de semanas  com  Deus,  retiros espirituais,  conferências  Bíblicas,  pequenos  grupos e outros.  Aqui  também entra  a  forte  ênfase  que  deve ser  dada  à vida  devocional  pessoal. Estimular  a leitura  do  Ano  Bíblico,  o estudo da Lição  da Escola  Sabatina e a leitura dos  livros do Espírito de  Profecia.
4- ADORAÇÃO
A  adoração,  especialmente  o  culto,  é  o foco  deste  módulo.  O  culto  não é meramente  estar  na
igreja. O  exercício  religioso do  culto é aprender a  viver na presença de Deus e  a integrar na vida diária o que
se aprendeu  na igreja.  O objetivo  deste módulo  é apresentar  sugestões aos  líderes de jovens para que  eles
possam  ajudar os jovens a
descobrirem  a alegria do culto  e a adotarem um espírito  de adoração na igreja.
5- DISCIPULADO
Este  módulo  destaca  como  ajudar  os  jovens a  se  tornarem  discípulos  e  a permanecerem  nesse caminho.  É feita  uma apresentação  abrangente  sobre o aspecto espiritual e psicológico  da liderança jovem. O grupos  de  crescimento   e  alento  que estão  se  especializando  no  bem-estar  espiritual  dos membros encontrarão aqui  material  para alcançar  tudo o  que desejam  com  os jovens  ou seus  familiares. O objetivo final é fazer outros  discípulos para o
Senhor  e equipá-los para compartilharem  sua fé.
6- COMPANHEIRISMO
Este  módulo  ajuda os  jovens a  encontrarem materiais  que provêem  recreação significativa  para os
membros  da Sociedade  JA. Os jovens devem  ser levados a descobrir  a recreação significativa e a  tomarem
parte  dela  aprendendo  a  lidar com  seu  tempo  livre. A recreação deve ser  oferecida através de práticas
apropriadas e  definidas, que  reflitam o  estilo de vida adotado pelos  adventistas do sétimo  dia.Este módulo deverá oferecer respostas  para essas necessidades.
7- TESTEMUNHO
O  testemunho, a transmissão da experiência de vida  com o Senhor,  está  entre os  ministérios
mais destacados e importantes para  um  jovem cristão. Os jovens  e seus  líderes  devem  receber  um
constante  estímulo no sentido  de se tornarem testemunhas  onde quer que estejam.  Isso  deve ser feito:
1- Através de eventos  que valorizem o papel do testemunho;
2- Através da promoção  de atividades de testemunho  nos programas do Ministério  Jovem;
3- Através da oferta de material  próprio para o testemunho  jovem;
4- Através de projetos  de evangelismo claros e  prioritários;
5- Através do envolvimento do Ministério  Jovem com  o programa missionário  da igreja.
Os  jovens  são  não apenas  o  futuro  da igreja;  eles são também, em grande medida, uma  parte dela  hoje! “A  juventude,  quando reta,  pode  exercer  poderosa  influência.”  (Mensagens  aos  Jovens,  pág.204).EA

Um encontro jovem de sucesso

reuniao

Há muita diferença  entre “planejar  e realizar um encontro  social”. Possivelmente você  já deve ter ido a  um encontro  social e  ficou decepcionado,  pois verificou  que ali  não havia  nada planejado.  Muitas coisas  são  importantes  para  que um  encontro  social  tenha  êxito,  nada,  porém,  pode  substituir  planos cuidadosos.    A  diferença  entre  o   êxito  e  o  fracasso  se  expressa  em  duas  palavras:  Planejamento  e trabalho.
As atividades  sociais  dos jovens  são partes  importantes  do programa  da igreja. Portanto,  devem ser cuidadosamente planejadas  com antecedência como qualquer programa da  igreja.

I.  PONTOS A CONSIDERAR QUANTO  AO PLANEJAMENTO:

  1. Local: Pátio da Igreja, Salão, Escola,  Sítio, etc;
  2. Tempo: Natal, Ano Novo, Hora de Começar  e de Terminar;
  3. Programa: Tema, Natureza e Propósito;
  4. Propaganda: Convites, Anúncios, etc;
  5. Ornamentação: De acordo com o tema;
  6. Comissão de Recepção:
  7. “Comes e Bebes”: Quando servir? *Que Servir?   *Como servir?
  8. Brincadeiras: *Assim  como  as  outras  partes  da  reunião,  também  as  brincadeiras devem estar relacionadas com o  tema central;
  9. Material: A  comissão, ao  planejar  deverá providenciar  o  material  necessário para o  programa  social. Este  material precisa  estar à  mão do  líder, a fim  de que  a reunião não se atrase ou perca  continuidade.
  10. Encerramento:
  11. Limpeza; Guardar  a ornamentação,  arrumar   as  cadeiras,  deixando  o  local limpo; Terminar na hora determinada  e de um modo definido;
  12. Finança: Quanto custará a reunião?
  13. Dividir as responsabilidades.

II PONTOS A CONSIDERAR QUANTO  À NATUREZA DAS BRINCADEIRAS;

I. Introdutórias: “Todo”   programa   se    iniciará   com   as   chamadas   brincadeiras “quebra-gelo”, cuja finalidade  é criar um ambiente de cordialidade, unir  e familiarizar o grupo.

  1. Ativas:
  2. Ativas com bola
    • b) Com todos os presentes
    • c)  Por equipes
  3. Passivas
    • a)   Com lápis e papel
    • b)  Com canções
    • c)   Com temas dramáticos ou cômicos.
  4. Brincadeiras de habilidades
    • Aptidão Física
    • Mentais – raciocínio
    • Matemáticas
    • Mágicas e Truques
  5. Rítmicas: Geralmente é realizado  ao compasso de uma música:
    • Em círculos concêntricos ou simples
    • Aos pares
    • “De novas conquistas”

III PONTOS A CONSIDERAR QUANTO  AO TEMA

O encontro  social deve  ter uma motivação  ou tema  central. Cada parte  do programa- convites, ornamentação,  recepção, brincadeiras,  encerramento, refrescos,  etc. – dentro do possível, deve estar relacionada com  o tema central.

01.  TEMAS COM DATAS COMEMORATIVAS

Ex. Natal: “Natal do Reino  Encantado”

“Luzes Cintilantes do Natal”

02.  ESTAÇÕES  DO ANO: Ex. Primavera:  “Encontro das  Flores” “No Jardim do Amor” “A Primavera e o  Arco-Íris

Inverno:  “Festa das chuvas”

03.  OCASIÕES ESPECIAIS:

Aniversários: “Botões de Rosas”

Despedida:  “Uma Viagem  Até….

Formatura: “Viagem ao Reino  do magistério”

04. NAÇÕES E ESTADOS:

Ex. “A Volta ao mundo em  80 Minutos”  “Viagem à  Itália” “O que a  Bahia Tem”

05.  NATUREZA:

Ex: “Brincando na chuva”  “Social do Feijão” “Uma Noite no jardim  Zoológico” “Encontro da Frutas”

06.  NOITE ARTÍSTICA:

Prêmio Oscar do Ano

IV. PONTOS A CONSIDERAR QUANTO  À REALIZAÇÃO DO PROGRAMA:

01. Organização: Prepare tudo  com antecedência e faça duas ou mais cópias do  programa.

02.Ordem e Energia:

O Sucesso de um programa recreativo  se deve, em sua maior parte a quem dirige  por isso:
demonstre energia, estimulando  a todos os presentes a participarem. Que haja  ordem e disciplina.

Entretanto, isto não se consegue  com gritos e gestos violentos.

03. Clareza e Concisão:

Ao ensinar uma brincadeira, o  líder deve ser claro e conciso. Nada como um falatório  sem
fim para esfriar o entusiasmo  do grupo.

04.NÃO DEIXE TEMPOS VAZIOS:

05. EVITE:

• Brincadeiras que  tendem a levar uma ou mais pessoas a serem, humilhadas,  ou passarem vexame na frente do grupo:

• Imitações literais de programas  de televisão;

• Homens usando roupas femininas;

•Brincadeiras carnavalescas;

•Humorismo de duplo sentido

•Brincadeiras apalpadelas entre  moças e rapazes.

LEMBRE-SE: “Não vos conformeis  com as coisas deste mundo, mas transformai-vos  pela renovação da vossa mente…”  Rom. 12:2

Os 7 mandamentos para tornar as brincadeiras um sucesso.

1.  Algumas brincadeiras tem  motivos religiosos. Use-as no momento certo!

2.  Misture  sempre  as  brincadeiras  que  envolvam  todo  grupo  com  as  que  envolvam apenas uma parte  dele. As gerais agitam,  as parciais são engraçadas e  descansam a maioria.

3.  Nunca  force ninguém  a participar.  Convide o  grupo (  alguns precisam  de um  bom convite) e deixe que o ritmo das  brincadeiras entusiasme.

4.  O envolvimento  e interesse  pela brincadeira  dependente do pique  do animador,  por isso, seja claro ao explicar, otimista  ao envolver e animado ao dirigir.

5.  Quando   possível    divida   as   várias   brincadeiras    que   serão   realizadas   entre animadores diferentes. Isso mantém a  empolgação do programa.

6.  Não estenda  demais a duração de  uma brincadeira. Algumas  devem ser mais longas e outras  mais  breves.  Fique  com  o  “desconfiômetro”  ligado  para  a  reação  dos participantes.

7.  Estabeleça  um   tempo  definido  para  a duração  dos  momentos  de recreação.  Não permita que os participantes cansem  de brincar.

– Para pensar e brincar

Recreação saudável  constitui um aspecto  vital do desenvolvimento   dos jovens,  e muitos benefícios podem ser obtidos ao se prover  recreação adequada e instrutiva para eles. O principal  objetivo  de  recreação   não  deveria ser  simplesmente  ocupar o  tempo, e  sim,  prover alguma  troca  significativa  e  saudável  de atividade,  a  qual  seja  capaz  de  conduzir  a companheirismo, envolvimento salutar e estímulo  intelectual.

A definição de Recreação.

“A recreação,  na verdade acepção  do termo  recriação, tende a  fortalecer  e  construir. Afastando-nos  de nosso  cuidados e  ocupações   usuais,  proporciona  descanso ao  espírito  e ao  corpo, e  assim,  nos habilita a voltar com novo  vigor ao sério trabalho da vida”( Mensagens ao  Jovens)

A Recreação é necessária.

“O  recreio é  necessário   aos  que se  acham   ocupados   em  labor  físico, e  mais  ainda, essencial àqueles cujo   trabalho  é especialmente  mental.   Não é  essencial à  nossa salvação,  nem para  a glória de Deus, manter  o espírito  em  contínuo e  excessivo labor,  mesmo sobre  temas religiosos.”(  Mensagens  aos Jovens, p. 392)

É  privilégio  e  dever  dos  cristãos  procurar  refrigerar  o  espírito  e  revigorar  o  corpo  mediante inocente   recreação,   com   o   intuito   de   empregar   as   energias    físicas   e   mentais para   glória   de Deus.”(Mensagens aos Jovens p.  364)

Deveríamos  prover  prazeres inocentes:  “Não  se  podem os  moços  tão  quietos e  graves  como as pessoas de idade, a  criança tão séria como o pai.  Conquanto as diversões pecaminosas  sejam condenadas, como  devem ser,  provejam  os  pais,  os mestres  ou  pessoas  delas encarregadas,  no  lugar   das  mesmas, prazeres inocentes, que  não mancham nem   corrompem a moral. Não  cinjas os jovens a rígidas  exigências e  restrições  que  os  induzam  a  sentir-se   oprimidos,  e  a  infringi-las,  precipitando-se em  caminhos  de loucura e destruição.”(Conselhos  aos professores, Pais e Estudantes, pág. 355)

Testes de genuína Recreação

“Julgai todas  as cousas,  retendo o  que é bom”(I  Tes.5:21). Será  você capaz  de suplicar  a benção de Deus sobre  a  recreação que  irá praticar?  (Veja  Conselhos   aos Professores, Pais  e Estudantes,  p. 337; Mensagens aos Jovens , p. 386)

* Ela  aproxima você  de Deus ou lhe rouba o desejo de  orar? ( Mensagens aos Jovens p. 407 e  408)

* Promove  integridade e autocontrole? (Mensagens aos  Jovens p. 412, 425, 416)

* Facilita  a resistência  à tentação? (Parábolas de Jesus  p. 49 e 50)

* Que  influência terá sobre a saúde física e mental?  (Mensagens aos Jovens p. 379)

* Prepara   melhor  para  os   deveres  diários?  Tem   a  tendência  de  refinar,   purificar,  nos  tornar virtuosos  ou contribui  para o  orgulho no  vestuário,  com vulgaridade?  (Mensagens aos  Jovens p.382;  Patriarcas e  Profetas, p.  460  e 461;  Conselhos aos  Professores,  Pais e  Estudantes, p.  366-368)

* Vale  a pena gastar o tempo que requer? (Mensagens aos  Jovens p. 373 e 379)

* Desenvolve  a  cortesia,  a  generosidade e  mais  respeito  pelos outros  ou  fere  o auto-respeito  das pessoas? Estimula a bondade  ou conduz ao uso de força e brutalidade? (Educação,  210)

Recreação ou Diversão ?

“Existe diferença entre  recreação e divertimento. Recreação, quando  fiel a seu nomes – recreação – tende  a  fortalecer e  erguer… A  diversão,  por outro  lado,  é procurada  como fonte  de  prazer e,  muitas vezes, é levada  ao excesso; absorve as  energias que seriam  necessárias ao trabalho útil  e assim apresenta um obstáculo ao verdadeiro sucesso  na vida.” ( Educação, p. 207)

“Entre  a   associação  dos  seguidores   de  Cristo   em  busca  de  recreação   cristã  e   as  reuniões mundanas que  buscam prazer  e divertimento,  deve existir assinalado  contraste.  Em lugar de  oração e  da menção do  nomes de Jesus  e das coisas  sagradas, ouvir-se-ão  dos lábios  dos mundanos  o riso néscio  as frívola conversação. A  idéia é fruir um período de grande  divertimento geral. Suas diversões começam em estultícia e terminam  em vaidade. As nossas reuniões devem  ser tal que, ao voltarmos para casa,  possamos ter uma consciência livre de ofensa  para com Deus e o homem.” (Mensagens aos Jovens  p.385 e 386)

“Toda diversão  em que vos puderdes  empenhar pedindo  dobre ela, com fé,  a benção de  Deus, não será  perigosa.  Mas todo  divertimento  que  vos torna  inaptos  para  oração  particular… ou  para    tornar parte  nas   reuniões   de  oração,   não  é  seguro,   mas  perigoso.   “(Conselhos   aos  Professores,   Pais  e Estudantes, p 337)

– Diversões que podem ser evitadas aos cristãos.

—   Jogos nos quais acaba  sendo envolvido dinheiro.
(Mensagem aos Jovens, p. 392)

—   Jogos de Carta e outros  Jogos  de azar.
( Mensagens aos Jovens, p. 379,  380 a 392).

—   Freqüência ao teatro  e ópera.
( Patriarcas e Profetas, p. 459-460).

—   Danças
(Mensagens aos Jovens p. 390 e 392

—   Eventos esportivos  e competições  comercializadas.
( Mensagens aos Jovens, p. 392  e 390)

—   Televisão e  vídeo com apresentações  teatrais ou produções que  não estejam de acordo  com os padrões  cristãos. ( Patriarcas  e Profetas, p. 459 e 460)

Lembre-se que a batalha  atual é exercida em relação à mente  e quem conseguir controlá-la, também  controlará a  pessoa.  Somos transformados  pela  contemplação.  Muitas vezes  isso ocorre  de modo  inconsciente  e  imperceptível,  até que  a  pessoa possa  aceitar  aquilo  que uma   vez   rejeita.   A   televisão   modificou    a   forma   de   pensar   do   mundo   ocidental, especialmente, a  Igreja Adventista  do Sétimo Dia  tem sido  de forma especialmente  afetada por ela. Temos que “cingir os  lombos de entendimento”, conforme Paulo admoestou:

Que a graça e a paz de Deus esteja em todos!

E lembre-se:

“Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus.” 1 Cor 10,31

Cartões Registro de Liderança

Você que está em processo de formação e investidura, ou que ainda irá começar seu Clube de Líderes ou se inscrever em um, sabe que é necessário o uso dos cartões de Registro de Liderança, correto?

Os cartões de Registro ou Requisitos de Liderança Jovem podem ser adquiridos na SELS mais próxima de você ou no site da Editora Sobre Tudo, e estão divididos em dois tipos – Registro de Liderança e Conquista de Medalha, sendo o primeiro deles subdividido em 3 categorias:Liderança Jovem, Registro para Regionais e Registro para Pastores.

Desde o ano passado, estavam disponíveis o cartão de Registro de Liderança para Líder Jovem (tradicional) e o Registro de Medalha de Bronze. Pois bem, queremos informar que já estão disponíveis para consulta todos os cartões através da página Cartões de Liderança e Medalhas e, caso você deseje imprimir, já estamos disponibilizando também os cartões em arquivo PDF na mesma página.

Isso inclui, além das medalhas de Prata e Ouro, também os Registro de Liderança para Regionais e para Pastores, que são até bem semelhantes na maioria de seus requisitos.

Relembramos que ainda que impresso, o arquivo aqui disponibilizado não substitui o uso do cartão, que é obrigatório para a execução e avaliação de todas as categorias.

Pokémon – Desafio ou oportunidade?

maxresdefault-1-1-1024x576

Em uma sociedade altamente tecnológica, há ondas e manias, assim como modas e virais surgindo a todos instante. Coisas que eram legais ontem, hoje não o são mais. O que é descolado hoje amanhã será brega. O que era engraçado semana passada, na próxima semana será tão sério a ponto de gerar discussões acaloradas.

Nesse mundo de constantes novidades e mudanças há diversas coisas que nos chamam a atenção e até nos cativam por alguns dias. Mas há outras que conseguem alcançar as massas, mobilizar multidões e mudar a forma de se enxergar ou fazer algo, e podem durar de semanas a até anos, a essas algumas pessoas chamam de “fenômenos”.

Muitos desses fenômenos têm o poder de influenciar a sociedade, ou uma fatia específica dela. Foi assim nos anos 90 no auge dos álbuns de figurinhas e dos Tamaguchis (bichinhos virtuais), que cativaram boa parte da atenção das crianças da época. Falando dos álbuns, estes tinham suas vendas impulsionadas pelos fenômenos das telinhas: animes, desenhos animados e videogames.

Mas como tudo é passageiro, os fenômenos vão, e nascem novos para substituí-los. Mas há momentos em que alguém usa uma “carta mágica” ou “junta as esferas e faz um pedido a Shen-Long” e consegue trazer um fenômeno de volta à vida. Muitas dessas “ressurreições” não são bem-sucedidas, mas se forem usados novos artifícios e adaptações ao mundo tecnológico atual, é possível que o fôlego deste possa durar bem mais do que o imaginado.

Este é o caso do atualmente tão aclamado Pokémon GO™! Jogo lançado pela Niantic para as diversas plataformas móveis, e que têm levantado as mais diversas polêmicas e discursões.

Pokemon_Go-large_trans++mEd_OD6oDY-WNV6xOah-4xZcdvsamV4Iv_kby3OPODM

Pokémon GO- Mais de 1 milhão de instalações

Não é necessário entrar em detalhes, por que você leitor, possivelmente já deve ter ouvido falar, seja na internet, televisão ou nas diversas mensagens no WhatsApp que apontam o jogo como instrumento de Teoria da Conspiração da CIA ou a legiões de habitantes do Abismo. O jogo consiste em sair de casa – ou do confortável sofá – e literalmente andar em busca das criaturinhas que animavam as manhãs da garotada dos anos 90 e 2.000 (250 no total). É o ressurgimento de uma franquia que já arrecadou milhões através do desenho animado, jogos para Nitendo™ em suas diversas plataformas e na indústria de roupas, pelúcias e brinquedos. Mas agora, o fenômeno ataca de forma diferente.

Pokémon, que vem do anagrama Pocket + Monsters (monstros de bolso, em tradução livre), e parte do princípio que no “universo” do desenho animado os jovens podem capturar criaturas em esferas especiais e levarem em seus bolsos e mochilas por onde for, buscando sempre os animais mais raros. Nesta nova forma de jogo, os dois “universos” se encontram: o real (nosso) e o virtual (Pokémons). Através da tecnologia de Realidade Aumentada, que utiliza GPS e a câmera dos celulares para emular a presença dos bichinhos em diversos lugares do globo onde o Google Maps™ esteja presente. Mas, como escrevi acima, não quero aqui dividir com você uma biografia Pokémon. O objetivo principal deste texto é lhe ajudar a perceber a realidade que estamos vivendo e que importantes ações podem ser tomadas para salvação de nossos jovens.

pokemon-go-g1

Capturando o Charmander

Uma das principais coisas a se fazer, ou melhor, não fazer, se você faz parte do movimento “anti-Pokémon” é parar de compartilhar mensagens “anti-Pokémon”, isso não dá certo. Assim como acontece com muitos outros conteúdos, virais e campanhas, quanto mais você compartilhar falando contra, mais pessoas ficarão sabendo, e até mesmo as que não conheciam ou não haviam ouvido falar, vão sentir o desejo e a curiosidade de instalar e jogar, só por causa do “marketing indireto” – conheço pessoas que só decidiram baixar e jogar depois de verem diversas mensagens criticando, condenando e dizendo para não jogar. Ao expor sua indignação e contrariedade ao jogo explicitamente, você vai causar o inverso do que realmente deseja. Então, continue lendo.

Agora, se você é do movimento “pró-Pokémon”, acredita que isso não tem nada a ver, que é apenas um jogo e não faz mal algum, eu digo o seguinte: tudo bem, Pikachu não é o rei dos demônios, e você não vai carregar o primeiro ministro do inferno em seu bolso com seu celular, mas é bom tomar alguns cuidados para manter sua integridade física e espiritual. E ainda mais, se você é um líder de jovens, você precisará desenvolver técnicas mais avançadas que os seus jovens amigos que também jogam e “dominam ginásios” com você. Continue a leitura.

Existe ainda um terceiro grupo de pessoas nesse novo mundo em que encontramos Pidgeys em cima do sofá e Ratatas na calçada do vizinho. É o movimento do “Evangelho em Realidade Aumentada” ou “Bible-Go” (tá bom, essa definição e nome fui eu que inventei, mas só pra exemplificar). Esse terceiro grupo, ao contrário dos apenas céticos, enxergam novas oportunidades no surgimento de novos (ou renovados) fenômenos, como o Pokémon-GO. Estas pessoas olham para a realidade aumentada presente no jogo e enxergam um terceiro universo entre os dois propostos no jogo: o universo espiritual, mas especificamente o celestial.

Esse terceiro universo – na verdade o primeiro e original – encontra-se completamente misturado ao nosso, principalmente após a vida, morte e ressurreição de Cristo para resgatar seus filhos. O problema é que poucas pessoas sabem ou se lembram que possuem o app “Biblia Sagrada” à disposição (aqui me refiro à versão impressa mesmo), através dele é possível enxergar nitidamente o quanto do universo espiritual há em nossa realidade, e o quanto este universo pode influenciar nossas vidas.

Ao pesquisar sobre as tragédias e confusões causadas por jogadores do jogo, você irá se deparar com situações cômicas e até “aberrações”, como também tristes infelicidades. Desde pessoas em lugares inusitados de formas inusitadas, até a pais que abandonaram o filho em casa para caçar Pokémons e acidentes fatais envolvendo jogadores. A lista é extensa, muita gente tem se dado mal ao não ler e nem seguir as instruções de segurança que o jogo apresenta.

Mas se você aproveitar e pesquisar sobre os benefícios e boas mudanças que o jogo causou, vai perceber que estas chegam a superar as anteriores. Lojas têm vendido cerca de 200% a mais que o normal utilizando como marketing a captura grátis de Pokémons em suas instalações ou ainda em suas propagandas em sites e nas redes sociais. Até o fato de utilizar a imagem dos personagens nas vitrines são impulsionadores de visitas. Lugares antes pouco visitados aumentaram o número de visitantes, mesmo que em busca de Pokémons.

Mas não é apenas no meio capitalista que a presença do jogo tem se mostrado eficaz. Pela primeira vez, em nossa era “Poketronic” (Pocket + Eletronic = eletrônicos de bolso, inventado agora) vemos um jogo trabalhar de forma contrária aos outros no ambiente social e relacional. Ao analisar outras grandes franquias atuais de jogos móveis, como Clash Of Clans, Subway Surfers, Candy Crush, Angry Birds e tantas outras, vemos que o produto dos jogos são pessoas alienadas, incomunicáveis, que jogam em casa, trancadas no quarto conversando apenas pelos mensageiros instantâneos ou chats dos jogos. A geração do smartphone está (ou estava) caminhando justamente neste rumo, a falta de interação com o mundo afora e, consequentemente, com as pessoas ao redor.

pokemon-go-central-park

Grande reunião para “caçada” no Central Park, NY, EUA.

E o que se tem percebido com o advento do Pokémon GO é justamente o contrário. Muitos jovens formam equipes para caçarem juntas, outros se encontram nos ginásios e Pokestops e acabam se conhecendo e formando novas amizades. É difícil discordar, que as pessoas estão saindo de casa e tomando um pouco de sol.

E é nesse aspecto que os “mestres Bible-GO” enxergam a oportunidade de “capturar” novos amigos, estudantes da bíblia, e futuros irmãos em Cristo. Ir aonde os jovens, os velhos, as pessoas estão indo, e através de criação e estreitamento de laços, desvendar a Realidade Aumentada da salvação aos jogadores que estão com sua conexão móvel e GPS desativados. É aproveitar-se da tecnologia, da era digital e praticar o Evangelismo Digital. Agindo desta forma, é possível literalmente “virar o jogo” para o nosso lado, e assim nos tornamos mestres em “capturar” almas.

O centro da questão, e das ações do Bible-GO não está no Pokémon-GO, não está no aumento de vendas ou de assaltos envolvendo a franquia, mas sim em perceber as oportunidades diferenciadas que a era digital coloca ao nosso alcance. É perceber o nível de alcance de um viral ou fenômeno e não ficar de braços cruzados reclamando e condenando os prós, ou lotar a timeline ou caixa de mensagem das pessoas com mensagens de que isso ou aquilo é obra do maligno, mas agir e desenvolver novos métodos de utilizar o “vento” ao favor do evangelho.

pokemon-centralpark-videosixteenbynine1050

Oportunidade de reunião e interação

Não pense que estou assim, apoiando e incentivando a instalação do jogo nos celulares dos jovens para que eles saiam desenfreada, deliberada e inseguramente por aí atrás de Pokémons e esqueçam da vida, escola, família… Jamais! Mas por favor, não vamos começar a condenar o jogo e exorcizar o celular de quem instalar. Deixe o jovem jogar, mas relembre ele dos princípios de segurança, e principalmente dos princípios bíblicos. Melhor um jovem que jogue 1 hora de Pokémon com seus vizinhos e amigos da igreja, e no final da caminhada aproveite a companhia para um estudo bíblico ou revisão da lição, do que um jovem que troque Pokémon por Clash Of Clans a noite inteira, de forma que se esqueça de estudar a Bíblia e se relacionar. Nada contra o jogo usado como exemplo, inclusive há pessoas que fazem o mesmo com outros conteúdos: música, filmes, séries, novelas, namoro, leituras seculares, etc.

O malefício das formas diferenciadas de lazer ou diversão está na forma que é feita e na quantidade de tempo gasta com as mesmas, como já abordado em outro artigo. Se qualquer atividade toma mais tempo e atenção, e permanece mais na mente do que o estudo e meditação na palavra de Deus, tenha certeza que isso com certeza é maléfico e consequentemente pecado. Então, a questão envolvida aqui é incentivar o jovem à temperança, que é fortalecida através da comunhão com Cristo.

Se você é do movimento “anti-Pokémons”, eu lhe convido a refletir na realidade que vivemos, na brevidade da volta de Cristo, nas pessoas que precisam ser alcançadas, nas dificuldades impostas pela alienação das pessoas no mundo móvel, e nas possíveis oportunidades que podem ser abertas com a adesão à realidade aumentada no jogo.

Se você é um daqueles que já tem um Chamander, Squirtle ou Bubblesaur em sua Pokédex, ou seja, um “pró-Pokémons”, lhe convido a reler os avisos do jogo: não jogue dirigindo, nem em locais perigosos, nem em becos escuros à noite, nem em canoas em lagos, nem na sacada, fique atento às placas e avisos, fique atento ao atravessar a rua, não deixe seus filhos sozinhos em casa… Na verdade, lhe convido a reler os avisos de Paulo: “… o melhor que vocês têm a fazer é encher a mente e o pensamento com coisas verdadeiras, nobres, respeitáveis … o melhor, e não o pior; … Façam assim, e Deus, que é soberano, irá tonar real em vocês a mais excelente harmonia.” (Filipenses 4:8-9 A Mensagem). Seja temperante, equilibrado, não desprenda mais tempo ao jogo do que ao estudo da bíblia, e busque através da comunhão, estudo e oração, coisas boas a se aprender com o jogo (de verdade).

linda-and-adam-1024x683

Há muita gente para “capturar” por aí!

E a ambos os movimentos acima faço um último convite: cogitem a hipótese de se tornarem membros do Bible-GO. Se você não joga, una-se a quem joga e busquem uma forma de levar esperança aos outros jovens. Se joga, estude os hábitos de outros jogadores que frequentam os principais lugares visitados (estádios e pokéstops) e desenvolva uma forma de alcança-los. Montem equipes, marquem encontros para tomar sorvete, comer pizza, conversar, estreitar laços. Só não deixem as oportunidades passarem, elas podem ser como o Dragonite: difíceis de achar, difíceis de capturar, mas com grande capacidade de resultados futuros.

 

R.G.

Semana Jovem (UNB) – Restituição

Começa neste sábado (25) a Semana de Oração Jovem 2016 – Restituição. Os sermões terão como centro a vida e história de José (do Egito).

O Ministerial Jovem da União Norte Brasileira, pastor Eduardo Batista será o responsável pela ministração da palavra. Os cultos serão realizados na igreja do Marco, em Belém-PA, nas datas de 18 a 25 de junho.

A semana jovem contará ainda com a participação especial e musical dos cantores: Nadson Portugal, Cintia Alves, Darlene Lima, Marquinhos Maraial,Jefferson Pilar e Paula Chacon.

Haverá interação social ao vivo com os jovens que estiverem assistindo online ou via satélite em suas igrejas, através do facebook e contatos que serão divulgados durante o evento.

O culto será ainda transmitido ao vivo pelos links a seguir:

Site da UNB – unb.advenstista.org.br

Página no Facebook – facebook.com/AdventistasNorte

Canal do Youtube – youtube.com/AdventistasNorte

Fique ligado para os horários da programação, que, ao menos nos sábados, serão diferenciados:

  • Sábado 18/06 – a partir das 9:00h
  • Domingo (19) até Sexta-feira (24) – a partir das 19:30h
  • Sábado 25/06 – a partir das 9:00h

image

Participe com sua igreja, sociedade/clube de jovens, ou com sua família através das transmissões. Se puder, convide também seus amigos. Será uma grande benção.

Esta e outras novidades, informações e dicas, você também recebe em primeira mão através de nossos canais no WhatsApp e Telegram. Para se cadastrar acesse este link.

Olá lideres jovens, esse é o primeiro artigo que escrevo para o site.

Meu nome e Cristiano Brito, sou regional jovem da 6° região jovem da Associação Norte Catarinense da USB.

Hoje vou falar sobre um treinamento inédito que foi feito em nosso campo CTDJ, esse nome veio do treinamento feito para a liderança de Desbravadores CTBD muito conhecido de todos vocês.

Os Regionais Jovens do nosso campo estávamos muito preocupado com os nosso diretores, com vários problemas pontuais, que culminava com desanimo e falta de interesses dos diretores em fazer boas programações e motivar os seus jovens.

Nosso CDTJ consistia em várias áreas do departamento, temas como “Sou diretor e Agora”, “Marketing no Ministério Jovem”, “Escola sabatina Jovem”, “Diretor Jovem na comissão da Igreja”, “Música no Ministério Jovem”, “Livro O caminho de Volta”, “Treinamento de Sistema Jovem”, “Debate G148 – Como manter a relevância”, “Debate: Como agir com jovens Homoafetivos”, “Debate  com os regionais– Revitalizando o Culto Jovem”.

Todo o treinamento foi em estilo Workshop  com palestras simultâneas, com apresentadores.

Os palestrantes foram os próprios regionais e alguns convidados, pastor de colégio Adventista, Associado do Pastor departamental de Jovem entre outros, mais umas das coisa que me chamou atenção foi como os nossos lideres estão carentes de treinamentos assim específicos.

Um exemplo foi o treinamento de como lidar com a comissão da igreja, foi dado para os palestrante 50 minutos, se tivemos dado 2 horas para essa palestra seria até pouco, com tantas duvidas que os diretores tinham, teve diretor que achava que eventos que estavam na agenda da associação se imaginava que não precisaria passar na comissão da igreja, por já estar na agenda da associação, e isso foi a grande maioria, tem diretor que nem se quer passa o seu calendário na comissão da igreja.

Eu poderia ficar aqui falando detalhes do treinamento, como foi e tal, porem não é esse o objetivo desse artigo, na verdade é pra ajudar você diretor a cobrar do seu regional ou departamental ou associado, a ter treinamentos desse tipo, jovem gosta de grandes eventos, porém esses grandes eventos acontece poucos vezes no ano, mais você diretor precisa motivar seus jovens o ano todo, e se você não tiver preparado, treinado para lidar com os problemas do seu departamento e do seu jovem o fracasso será uma consequência.

Dicas para o Dia Mundial do Jovem Adventista

Estamos nos aproximando do dia 19 de março, dia mundial do jovem adventista, você com certeza já deve estar preparando sua sociedade/clube jovem com uma programação especial para este dia.
Se não está, vamos dar algumas dicas interessantes de atividades para esse dia especial.

Manhã (Escola Sabatina e Culto Divino)

No sábado pela manhã sua sociedade jovem pode se organizar para realizarem a recepção da escola sabatina, uma equipe bem organizada e com lindos sorrisos nos rostos. É sugerido distribuir uma lembrança especial do dia aos irmãos e amigos na chegada ao culto. A equipe jovem pode se planejar para organizar toda programação da manhã.
O momento de louvores deve ser feito com alegria e envolvimento da congregação. A recapitulação da lição pode ser feita – de acordo com a realidade de sua congregação – de forma geral por um grupo pré-selecionado de jovens que devem conduzir a recapitulação em forma de um debate dinâmico e que conte com a participação dos membros.
Para o sermão do culto divino pode-se convidar o regional/distrital jovem, pastor ou o próprio diretor ou ancião jovem para compartilhar da palavra. Pode-se utilizar o sermão disponibilizado pela Divisão Sul Americana – Compaixão  que gera Compaixão – , ou uma mensagem devidamente preparada para a ocasião.

Almoço

Não há nada melhor para o fortalecimento da relação entre os jovens do que momentos de interação. Você pode aproveitar a data especial para promover um “junta panela” entre os jovens, e assim interagirem e conhecerem-se melhor. Procure convidar também os jovens visitantes para o almoço em “família”.

Projetos Sociais Missionários

Após o almoço, pode-se realizar atividades sócio-missionárias em sua comunidade, divulgando o trabalho do Ministério Jovem e levando esperança às pessoas. São alguns exemplos:

  • Visita a Hospitais, Orfanatos e Asilos
  • Semáforo de Esperança
  • Abraços Grátis
  • Tendas de Oração

Culto Jovem

O culto jovem poderá ser utilizado como ponto de culminância do dia. Convide conjuntos, quartetos, trios e duetos para os momentos de louvor e mensagem musical. Leve um convidado com um testemunho marcante de experiência no ministério jovem para compartilhar com os ouvintes. Dirija momento de oração pela consagração da juventude. E finalize com uma mensagem vivificante e motivadora, que inspire os jovens ao serviço cristão.

Momento Social
A noite promova um momento social entre os jovens, afinal, é o dia de vocês. Saiam com o grupo para uma pizzaria, shopping, praça, orla, enfim, ou ainda combinem um cine pipoca. O importante é que os jovens se sintam à vontade e divirtam-se de forma saudável.